É uma doença infecciosa genital transmitida da pelo protozoário Trichomonas Vaginalis – é também conhecida como ‘Tricomonose’ ou ‘Tricomoniose’. A transmissão acontece através dos contatos sexuais ou contato íntimo com secreções e por meio de assentos contaminados de vasos sanitários. Pode ser propagada tanto em relações heterossexuais quanto em relações homossexuais (de mulher para mulher).

O Trichomonas Vaginalis infecta a região vaginal e menos frequentemente, a uretra do homem. O Trichomonas Vaginalis não infecta os animais, apenas o ser humano e se aloja, preferencialmente, na vagina ou na uretra. Entretanto, também pode ser encontrado em outras locais do sistema geniturinário.

Publicidade

Por se alojar, basicamente, na parte interior da vagina, essa protozoário causa micro lesões dolorosas e, consequentemente, pode desencadear outras DSTs.

SINTOMAS

Nas mulheres os sintomas são mais perceptíveis incluem irritação, dor e aumento de muco. Os sintomas costumam se manifestar durante ou após o período menstrual.

No entanto, em alguns casos, a Tricomoníase pode permanecer durante meses sem apresentar qualquer sintoma – o que prejudica o tratamento após a descoberta da doença.

Principais Sintomas na Mulher

  • Corrimento de coloração amarelada ou amarelo-esverdeada
  • Prurido na genitália
  • Odor fétido e desagradável
  • Dor na região vulvar e raramente na região abdominal
  • Dificuldade para urinar – com dor e ardência

Sintomas

Principais Sintomas no Homem

  • Uretrite – inflamação da uretra
  • Corrimento discreto, com aspecto purulento
  • Aumento da micção (quantidade de urina), principalmente pela manhã
  • Ardência ao urinar ou ejacular

sintoma tricomoniase

Diagnóstico

Após a constatação dos sintomas deve-se procurar um especialista – ginecologista para as mulheres e urologista para os homens – que fará uma análise clínica, com base no aspecto da secreção, verificando a possível presença de protozoários.

Publicidade

Diagnostico tricomoníase

 

Além do exame de Papanicolau realizado no momento da consulta. E, posteriormente, após o exame clínico, exames laboratoriais para um diagnóstico conclusivo.

Exames Laboratoriais

  • PCR – Cultura de secreção
  • Citologia
  • Exame de sangue
  • Teste de pH vaginal

Prevenção

A Tricomoníase é uma DST curável, caso tratada, e a melhor prevenção é o uso de camisinha em todas as relações sexuais. Além de alguns cuidados como:

  • Cuidar da higiene íntima após o ato sexual
  • Evitar ter muitos parceiros sexuais.
  • Evitar ter relações com pessoas contaminadas que ainda não estão em tratamento.
  • Evitar ter relações sexuais se houver corrimento, consulte o ginecologista.
  • Mas, melhor do que curar é prevenir!

Tratamentos

O objetivo do tratamento visa erradicar o agente causador e, a primeira indicação é a abstinência sexual, concomitantemente com medicamentos antibióticos e ou quimioterápicos sendo indispensável o tratamento conjunto com o cônjuge para evitar reinfecção.

Vale ressaltar que algumas pessoas, cerca de 3 meses após o tratamento, foram novamente infectadas. Daí a necessidade obrigatória do tratamento juntamente com os parceiros sexuais. É importante salientar que o ato sexual dever ser evitado durante o tratamento e, ainda, por um período de 7 a 10 dias após. É muito importante seguir as orientações para a efetividade do tratamento.

Preservativo

 

E, nunca esqueça que o melhor meio de prevenção para qualquer DST ainda é o uso de preservativos!

 

 

Publicidade