A axila é a parte do corpo localizada logo abaixo da parte superior do ombro, exatamente na articulação da parte em que o ombro se liga ao tronco. É formada por gorduras e tem o formato de um cone truncado – é uma região quente e úmida e, logicamente, um ambiente propício ao acúmulo de fungos e bactérias que se alojam e se proliferam causando mau cheiro.

E com o calor, certamente, a transpiração aumenta e, não tem jeito – a gente sua mesmo! Daí a necessidade de um cuidado mais detalhado com as axilas, em relação à higiene, que em outras partes do corpo.

Publicidade

De forma geral muitas pessoas pensam que o mau odor das axilas é causado pela transpiração em excesso, mas na verdade, além do suor, a principal causa são as bactérias que se acumulam na região.

Publicidade

Dicas para eliminar o suor e o mau odor

  • Use roupas adequadas, pois o cheiro ruim das axilas pode ser reforçado devido a escolha errada da roupa que vestimos. No calor, evite roupas apertadas e de tecidos sintéticos para que a sua pele possa respirar melhor.
  • Troque e lave suas roupas com maior frequência.
  • Tenha uma alimentação saudável, equilibrada e nutritiva, isso contribui para a diminuição do odor das glândulas sudoríparas e, consequentemente, da proliferação de bactérias. Evite, por um tempo, alimentos como o alho, a cebola e especiarias exóticas – faça o teste e perceba a diferença.
  • Não fume pois o cigarro estimula o organismo a produzir substâncias químicas que eliminam mal cheiro.
  • Capriche na higiene lavando bem suas axilas com água e sabão. Em seguida segue muito bem com o auxílio de uma toalha felpuda e utilize um bom desodorante – opte por um desodorante com ação bactericida, pois inibem o crescimento de bactérias causadoras do mal odor.
  • Mas se o odor acaba e permanece o suor é recomendável utilizar um desodorante tipo antiperspirante, pois são reguladores da transpiração reduzindo a produção das glândulas sudoríparas. No entanto, esses desodorantes são tóxicos por possuírem em sua fórmula cloridróxido ou hidróxido de alumínio. Dê preferência aos formulados com bicarbonato de sódio ou amido de milho.
  • Se depois desses cuidados você ainda estiver suando, em excesso, a solução é a toxina botulínica – uma solução injetável, com durabilidade de oito meses, que inibe os impulsos de suor nas glândulas e fazem transpirar menos.

 

Publicidade