O método mais eficaz da atualidade – utilizado por milhões de mulheres ao redor do mundo, mas ao mesmo tempo, o mais discutido e combatido é a pílula anticoncepcional. Este método é extremamente eficaz para impedir uma gravidez, mas não possui ação nenhuma na proteção contra as DSTs.

As pílulas mais utilizadas são as ingeridas diariamente, a partir do quinto dia da menstruação. São compostas por hormônios combinados, geralmente estrogênio e progesterona sintéticos, que inibem a ovulação, pois não permite que a mulher entre no período fértil.

Publicidade

Os comprimidos anticoncepcionais orais, também modificam o muco cervical, tornando-o hostil ao espermatozoide. É um método que também deve ser indicado por um ginecologista, que através de uma anamnese é capaz de indicar a pílula mais adequada ao organismo de cada mulher.

Publicidade

Vantagens do uso correto da pílula anticoncepcional

  • Controle do fluxo irregular.
  • Combate a acne.
  • Diminuição de cólicas menstruais
  • Diminuição do risco de anemia – ocasionado devido a grandes perdas sanguíneas durante o período menstrual.

Desvantagens da pílula anticoncepcional

  • Podem surgir efeitos colaterais, assim como qualquer outro medicamento – como cefaleia e enjoos, principalmente, nos primeiros meses de uso.
  • Aumento de retenção de líquidos.
  • Perda da libido.
  • Pode ocorrer, no caso de mulheres com hipertensão arterial ou com histórico familiar, o aumento do risco de doenças cardiovasculares, como por exemplo, a trombose.

A consulta a um ginecologista, conforme dito anteriormente, é indispensável para a identificação do quadro clínico da paciente. Após a análise o médico poderá prescrever a pílula mais adequada, com os menos efeitos colaterais.

Publicidade