Pediculose

Pediculose é uma doença parasitária popularmente conhecida como infestação de piolhos – pode surgir na cabeça, corpo, cílios, sobrancelhas e/ou região de pelos pubianos. Os piolhos são insetos parasitários pequenos e com asas, possuem 3 pares de patas, vivem em média de 30 a 40 dias e medem aproximadamente 2 a 4 mm de tamanho. A cor é aproximadamente a do cabelo da pessoa infectada variando de pretos a castanhos, possui um ciclo reprodutivo de cerca de 21 dias e depositam em média 200 ovos (lêndeas) – o que significa dizer que durante a vida, cada piolho dá a luz a cerca de 100 outros piolhos.

Contágio:

O contágio se dá através de objetos compartilhados como pentes, tiaras, chapéus e escovas ou pelo contato direto com o cabelo de uma pessoa infestada pelo parasita e, isso independe de cor, raça, idade ou classe social. Em ambientes aglomerados eles se espalham facilmente. Os piolhos se agarram nos cabelos e se alimentam de sangue causando muita coceira e vermelhidão no local da picada. Eles gostam de se reproduzir em locais quentes como o cabelo e, principalmente, atrás da região das orelhas e também nos pelos pubianos. Podem sobreviver até 2 dias fora dos pelos até que consigam um novo hospedeiro.

Publicidade
Publicidade

Espécies de piolhos:

  • Capilares:  os Pediculus Humanus Capitis – são os mais comuns e sobrevivem agarrados aos cabelos.  A infestação não tem a ver com a higiene, pois preferem lugares secos, não gordurosos e limpos.
  • Corporais: os Pedículus Humanus – infectam o corpo do ser humano através de roupas íntimas e de cama. Sua causa é a falta de higiene precária.
  • Pubianos:  os Pthirus Pubis – popularmente conhecidos por “chatos”. Infestam homens e mulheres, principalmente na puberdade agarrando-se aos pelos pubianos (região genital), sendo por isso considerado como uma doença sexualmente transmissível (DST).  Os “chatos” podem se agarrar também aos pelos das coxas e nádegas.

catando piolhos.jpg

Os piolhos causam muita coceira, mas normalmente não causam sérios danos à saúde.  Mas, é muito importante o controle por parte daqueles que se encontram infestados por piolhos. É altamente recomendável que se utilize um pente especial para piolhos nos cabelos molhados para remover os parasitas além das lêndeas, utilizando-se água e vinagre após lavar o cabelo, na última enxaguada. Todos os tecidos como toalhas, roupas de cama, peças íntimas e bichinhos de pelúcia devem ser lavados em água quente e, caso não seja possível, guarde-os em sacos plásticos lacrados durante o período de dez dias para que os piolhos morram de fome.

O tratamento para pediculose é feito através de remédios encontrados em farmácias à base de Deltrametina, Malation, Dermetrine e Pemetrina – converse com um farmacêutico. Geralmente, o tratamento para piolhos não exige consulta médica, a menos que existam problemas pré-existentes como alergias a essas substâncias, em caso de mulheres grávidas etc.

 

Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.